Insights para sua Transformação Digital

Quais os benefícios de ter um robô trabalhando na operação da sua empresa?

Com o artigo de hoje, finalizamos o assunto que começamos sobre como o uso de robôs em equipes híbridas constrói empresas exponenciais e consequentemente, faturamentos exponenciais. No artigo anterior falamos da importância e transformação que é ter um robô trabalhando em colaboração com a sua equipe e como estruturar esse projeto.

Agora, falaremos mais a respeito do próprio robô! Se você tem dúvidas de como funciona um robô na prática, suas aplicações e possibilidades de uso para a sua empresa, então, vem com a gente!

Passo 01 – Identificando o seu tipo de robô!

Quando falamos de robôs e a tecnologia de uma maneira geral como base para um crescimento automatizado devemos ficar atentos aos conceitos fundamentais desse assunto. Por exemplo, você sabia que RPA é diferente de Automatização de Processos?

Ter essa noção é fundamental para determinar que tipo de tecnologia está em melhor alinhamento com o seu negócio. Vamos conhecer um pouco mais sobre os conceitos que estão por trás da tecnologia de robôs.

Quais os benefícios de ter um robô trabalhando na operação da sua empresa?

Quais os benefícios de ter um robô trabalhando na operação da sua empresa?

A tecnologia de hiperautomação nada mais é do que a combinação de diversas tecnologias com o intuito de automatizar o processo. Então, no conceito de hiperautomação, eu posso combinar por exemplo RPA com Machine Learning para realizar a automatização de um processo.

Enquanto isso, a tecnologia RPA ou também conhecida como Automatização de Processos por meio de Robôs está mais voltada para a automatização de processos em si. Ou seja, essa tecnologia é mais indicada para aqueles processos altamente repetitivos e previsíveis, que se resumem em um passo a passo a ser executado.

E, agora temos duas palavras muito parecidas, mas não são a mesma coisa. A grande diferença entre elas é que na automatização usamos a tecnologia para automatizar atividades mecânicas e altamente repetitivas, enquanto isso a automação está mais voltada para o uso da inteligência da tecnologia para realizar uma ação.

Por exemplo, podemos usar uma tecnologia de automatização como o RPA para automatizar um processo de envio de notas fiscais que consiste basicamente em um passo a passo. Já na automação, podemos empregar essa tecnologia para construir casas inteligentes, cidades inteligentes e outros conceitos nesse sentido.

A Youfy, parceira da Introduce, trabalha com o conceito de hiperautomação fornecendo robôs e tecnologias para conhecer as rotinas das empresas e automatizar a execução dos seus processos por meio de robôs promovendo a eficiência operacional.

Um case dessa aplicação é um hospital que possui um rotina financeira em que os colaboradores recebiam as notas fiscais dos serviços, inseriam as informações no ERP (Sistema Integrado de Gestão Empresarial) e por fim calculavam o imposto a reter em cada serviço.

Com o uso de robôs para executar a mesma rotina, eles conseguiram realizar o trabalho que os colaboradores levavam 15 dias para fazer em 2 dias e meio. Dessa forma, criou-se uma equipe híbrida em que os robôs atuavam em rotinas previsíveis com mais agilidade, liberando os colaboradores para exercerem atividades mais estratégicas para o hospital.

Passo 02 – Definindo a atuação do seu robô

Então, imagine um colaborador que vai trabalhar 24 horas por dia e 7 dias por semana? Pois é, essa é uma das grandes vantagens em se ter um robô trabalhando para você. Além de ser um colaborador de alta disponibilidade, ele permite que nós seres humanos possamos exercer nosso talento em atividades mais estratégicas para o setor.

Quem trabalha com TI, já está acostumado com esse tipo de cenário, visto que temos muitas rotinas que são executadas na madrugada, por exemplo. Agora imagine que esse tipo de disponibilidade operacional e eficiência também se expandem para o seu setor comercial e de recursos humanos?

Enquanto os seus concorrentes estão dormindo, seu time de robôs está a todo vapor produzindo e executando rotinas operacionais da sua empresa. Dessa forma, sua empresa estará produzindo 24/7 com uma tecnologia de alta velocidade podendo chegar até 20 vezes mais rápido no seu trabalho. Isso com certeza mudará a dinâmica do seu negócio!

Quais os benefícios de ter um robô trabalhando na operação da sua empresa?

Quais os benefícios de ter um robô trabalhando na operação da sua empresa?

Porém, para colher todos esses frutos é necessário entender bem onde os seus robôs irão atuar. E o primeiro passo é começar a olhar com mais atenção como os seus processos estão sendo executados e as metodologias por trás deles.

Se a sua empresa ainda precisa amadurecer com relação a assunto de processos e rotinas operacionais, talvez não seja uma boa ideia usar robôs para automatizar essas rotinas. Visto que os robôs irão produzir mais rapidamente tais rotinas e se elas não estiverem bem acertadas, eles poderão produzir erros no lugar de gerar eficiência operacional.

A recomendação é que você busque entender quais são os setores na sua empresa que mais executam rotinas e processos e a partir disso se dedicar em construir e melhorar processos existentes. Sem essa base, a tecnologia não será bem aproveitada.

Um bom exemplo de aplicação da tecnologia dos robôs em conjunto com processos bem estruturados é o setor de vendas da sua empresa. Em um case compartilhado pela Youfy, eles mencionam um robô que foi desenvolvido para um cliente de varejo.

O robô visitava de hora em hora o ERP da empresa para verificar as vendas de cada ponto de venda da empresa. Ao fazer isso, ele comprava com resultados anteriores e notificava imediatamente a gestão se as equipes iriam bater a meta de venda ou não. Assim, com essa informação, os gestores poderiam tomar ações para reverter esse cenário no lugar de aguardar a próxima reunião mensal e atestar que a meta não foi alcançada.

Quais os benefícios de ter um robô trabalhando na operação da sua empresa?

Quais os benefícios de ter um robô trabalhando na operação da sua empresa?

Passo 03 – Familiarize seus colaboradores com os robôs esclarecendo sobre mitos

Os robôs simulam a atividade humana e eles irão fazer exatamente da mesma maneira que as pessoas fazem, porém realizará a atividade de uma forma mais enxuta e com algumas melhorias.

Então, se um dos funcionários todos os dias acessa um sistema para extrair uma informação e enviar para um outro sistema para realizar um cálculo, o robô fará a mesma coisa, só que mais rapidamente e continuamente.

Para ajudar você e sua equipe a entenderem melhor sobre a atuação dos robôs, veja esse vídeo em que um robô foi desenvolvido para baixar os extratos de movimentação de títulos (francesinha) no aplicativo do banco e salvá-los em uma pasta compartilhada.

O principal mito que gera resistência nas pessoas para adotarem robôs nas empresas é acreditar que o robô é um ser independente, inteligente e com vontades próprias. Um cenário bem parecido com o que vimos no filme do Exterminador do Futuro. Saindo da ficção científica e entrando na realidade, as coisas são bem diferentes.

O robô só vai executar aquilo que ele está programado para fazer, como é o caso de rotinas e processos repetitivos. Ele pode tomar uma decisão, desde que exista uma regra para isso. Por exemplo, se existir uma regra para que compras acima de R$10.000,00 sejam aprovadas, ele irá enviar um e-mail para o gestor responsável pela aprovação.

Do outro lado, é importante esclarecer que os robôs também não irão resolver todos os problemas da sua empresa, ou seja, eles não são uma bala de prata. Como mencionamos anteriormente, se os processos não estão bem definidos, não é a tecnologia do robô que resolverá essa situação, mas sim as pessoas.

Os robôs devem ser vistos como ferramentas que trabalham em colaboração com as pessoas nos escopos que você determinar. Da mesma forma, eles só poderão “tomar o lugar” de pessoas que executam funções repetitivas e previsíveis porque esse é o papel deles e o papel das pessoas é criar novas soluções para resolver problemas existentes.

Quais os benefícios de ter um robô trabalhando na operação da sua empresa?

Quais os benefícios de ter um robô trabalhando na operação da sua empresa?

Um dos erros mais frequentes que empresas cometem na hora de integrar robôs com as equipes é pular o que chamamos de MVP ou Produto Viável Mínimo. Ou seja, os gestores acabam ficando muito empolgados com as oportunidades trazidas pelos robôs e querem construir logo um exercício no lugar de focar em construir um robô por vez.

Por isso, recomendamos que escolha um processo por vez para delegar para o robô, avalie os resultados e faça os ajustes necessários antes de passar para o próximo processo. Nesse caso, ir no passo a passo é muito mais estratégico e vantajoso para você e sua equipe. Erre rápido e corrija rápido antes de seguir adiante.

Qual será o seu próximo passo?

Em resumo, ao adotar equipes híbridas as empresas enxugam a sua base operacional com o auxílio dos robôs. Eles trabalharão em uma velocidade cada vez maior e gerando informações a serem analisadas pelos colaboradores. Assim, a empresa deixa de contratar colaboradores em um nível mais auxiliar para contratar em cargos mais elevados. 

Ao nosso ver, os números de emprego não vão deixar de existir, apenas serão transformados. Saindo do operacional para níveis mais gerenciais e os colaboradores precisam estar atentos a isso para cada vez mais se capacitarem e desempenharem novas funções.

Para o crescimento exponencial de um negócio é preciso ter uma base operacional automatizada e direcionar as pessoas para cada vez mais desenvolverem suas capacidades de pensar no desenvolvimento do negócio. Sabemos que esse é um grande desafio que pode ser encarado com a ajuda da tecnologia e processos automatizados.

Esse conteúdo faz parte de uma série de conteúdos desenvolvidos com base no Webinar É possível tornar a minha empresa lucrativa com robôs? realizado em parceria com o Diego Platini, CEO da Youfy. A Youfy é a nossa parceira em automação de robôs promoção da agilidade de processos.

Caso o assunto seja do seu interesse e você deseje saber mais informações, entre em contato com nosso time de especialistas que estão prontos para atender você!

Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Outros artigos:

O que é computação em nuvem?

Vamos começar com uma definição de o que é computação em nuvem. A “nuvem” é um lugar aonde as pessoas têm enviado muitas coisas nos últimos tempos. Bastou as conexões ficarem suficientemente boas e pronto: manda para a nuvem. De tanto que caiu no gosto das pessoas, até parece que ela é um lugar que você pode ir pegar ou deixar alguma coisa. Abaixo, vamos ver que computação na nuvem não é tão diferente disso, mas que também oferece MUITO mais.

Leia Mais »