Insights para sua Transformação Digital

Como usar autenticação em duas etapas para manter seus dados protegidos

A segurança de dados não é uma preocupação apenas das empresas, mas de todas as pessoas. Muitos cibercriminosos vêm atacando contas pessoais, roubando dados, muitas vezes até dinheiro. Por isso o sistema de autenticação em duas etapas vem ganhando bastante visibilidade.

Saiba a seguir como usar esse recurso ao seu favor e manter seus dados pessoais protegidos.

O que é a autenticação em duas etapas?

A autenticação em duas etapas é um recurso oferecido pela maioria dos prestadores de serviços online. Trata-se de uma camada adicional de segurança no processo de login da conta, no qual o usuário fornece duas formas de autenticação.

Na maioria dos casos o primeiro fator é a senha do usuário, o segundo fator pode ser qualquer coisa, desde um SMS até um e-mail de verificação. A ideia principal é que para realizar o login você deve ter conhecimento de todas as informações.

O método de autenticação em duas etapas não é infalível, porém oferece uma barreira a mais, prevenindo contra invasões em contas online, uma vez que se faz necessário apresentar algo além da senha para ter acesso a conta.

Além de oferecer segurança a mais, o sistema de autenticação em duas etapas permite que o usuário tenha ciência que a sua conta foi alvo de uma tentativa de invasão.

Vamos supor que o seu segundo fator de segurança seja um código via e-mail, caso não tenha realizado uma tentativa de login e mesmo assim receba o código, você saberá que alguém adivinhou a sua senha e tentou roubar a sua conta. É importante ressaltar que caso isso aconteça, você deve mudar a sua senha imediatamente.

Quando devo utilizar a esse recurso?

O sistema de autenticação em duas etapas vem se mostrando seguro e confiável, por isso é importante que você ative essa funcionalidade em todos os serviços disponíveis, principalmente aqueles que dispõem as suas contas bancárias e informações pessoais.

Quais as principais formas de autenticação em duas etapas?

Além dos tradicionais, e já citados, códigos por SMS e e-mails de verificação, existem várias ferramentas que podem ser utilizadas para realizar a autenticação de duas etapas.

O SecureID de RSA é um gerador de códigos bastante utilizado dentro do setor corporativo. Outra forma, um pouco mais antiga, porém também eficaz é o Transaction Authetication Number (TAN), muito utilizado na Europa pelos sistemas bancários.

O TAN funciona da seguinte forma, o banco envia uma lista de códigos ao usuário, todas as vezes que ele for realizar uma transação será necessário apresentar alguns desses códigos.

Os caixas eletrônicos costumam utilizar uma ferramenta de autenticação de duas etapas, na qual o usuário deve apresentar a senha mais alguma informação pessoal.

O Google e o Facebook, referências nesse sistema, dispõem de geradores de códigos em aplicativos móveis, permitindo que os usuários criem suas próprias senhas de acesso único.

Muitos são os investimentos realizados pelas empresas nesse setor, as tecnologias biométricas já são uma realidade na maioria dos aplicativos. Muitos aparelhos já trabalham com leitor facial, varredura de íris e até registro de batimentos cardíacos.

Gostou de saber mais sobre autenticação em duas etapas? Leia também sobre Como ter Segurança dos Dados com Google Workspace?

Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Outros artigos: