Insights para sua Transformação Digital

Gartner alerta: A Transformação Digital exige velocidade dos gestores

Os gestores que almejam trazer transformação digital para suas empresas a fim de obter sucesso precisam de uma combinação essencial de três aceleradores de escala. Esta foi uma das principais mensagens comunicadas pelo Gartner no evento Gartner Symposium – ITxpo 2017 em Orlando. De acordo com a empresa, os três aceleradores de escala são: destreza digital, tecnologias de efeitos de rede e uma plataforma digital industrializada.
Esse movimento se faz necessário porque, em 2018, os CIOs serão mais responsáveis ​​do que nunca pela geração de receita, criação de valor e desenvolvimento, além de lançamento de novos modelos de negócios usando tecnologias comprovadas e emergentes. Até 2020, 30% dos gestores incluirão Inteligência Artificial nas prioridades de investimentos e 30% dos novos desenvolvimentos incluirão Inteligência Artificial como componente de entrega, junto com um time de cientista de dados e desenvolvedores.
Além disso, o evento também apontou que em cinco anos a Internet das Coisas ajudará o consumidor e os negócios a economizarem US$ 1 trilhão por ano em manutenções e consumíveis. Isso mostra que a interrupção da tecnologia está fornecendo oportunidades de crescimento exponencial, mas ainda há barreiras para os negócios. O ambiente continua a ser volátil: taxas de câmbio, lento crescimento macroeconômico, implicações geopolíticas e segurança cibernética. Desse modo, os CIOs e outros líderes digitais – como o profissional de Marketing por exemplo – tornaram-se mais importantes do que nunca para uma empresa.
Previsões
Alguns pontos levantados no evento mostram o quanto a tecnologia será acelerada nos próximos anos e ganharão mais relevância nos negócios. Por exemplo, até 2021, as empresas que redesenharem seus sites para suportar pesquisas visuais e de voz aumentarão a receita de comércio digital em 30%. Outro chamariz é que nesses três anos, mais de 50% das empresas estarão gastando mais por ano em bots e criações de chatbot do que os desenvolvimentos tradicionais de aplicativos para dispositivos móveis.
Até lá, 40% da equipe de TI será versátil, ocupando vários papéis, a maioria dos quais será de negócios, e não de tecnologia. Reforçando a necessidade do Outsourcing de TI para áreas mais especialistas. Por outro lado, em menos de dois anos a tecnologia IoT estará em 95% dos eletrônicos para novos projetos de produtos e ainda a IA se tornará um motivador de emprego líquido positivo, criando mais de dois milhões de postos de trabalho, porém, eliminando outros 1,8 milhões. Faz parte certo? Só precisamos estudar 😉
Até 2020, a criação de “realidade falsa”, baseada em IA, ou conteúdo falso, superará a capacidade da IA de detectá-la, fomentando a desconfiança digital. Além disso, cinco dos sete principais gigantes digitais irão se “self-disrupt” intencionalmente para criar sua próxima oportunidade de liderança e o setor bancário obterá US$ 1 bilhão em valor comercial a partir do uso de cripto moeda baseada em blockchain.
Quando o prazo se estende até 2022, a Gartner prevê que a maioria das pessoas em economias maduras consumirá mais informações falsas do que informações verdadeiras e que metade de todos os orçamentos de segurança para a IoT irão para remediação de falhas, recuperações e falhas de segurança em vez de proteção.
Transformações necessárias
Ter uma cultura digital ativa será fundamental para o futuro dos negócios. E isso vai além de usar a internet nos processos, as empresas precisarão de pessoas com habilidades digitais, colaborativas, ágeis, analíticas, inovadoras e criativas. A área de Recursos Humanos passará a captar um número maior de pessoal com capacidade de explorar tecnologias existentes e emergentes para melhores resultados comerciais.
Para isso, as companhias terão que fazer mudanças internas para que o reconhecimento externo chegue. Além da Inteligência Artificial e Internet das Coisas, a Interface de Programação de Aplicativos (APIs) passará a demandar mais atenção. Enquanto a IoT escala o mundo físico, as APIs escalam os relacionamentos nos ecossistemas. Eles permitem que os CIOs se conectem facilmente com parceiros, funcionários e até concorrentes.
Por fim, a criação de valor utilizando as ferramentas será mais do que essencial. Durante o evento falou-se sobre a industrialização da plataforma digital, que consiste em usar uma plataforma digital para criar novos mercados digitais. Ou seja, definir sua ambição digital, determinando o tipo de organização que querem ser.
E você já tem sua estratégia baseada em Tecnologia?
Converse com a gente, e vamos lhe contar como vamos te ajudar no amadurecimento tecnológico.

Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Outros artigos:

Top 11 do blog da Introduce

Em 2020 muitas movimentações aconteceram: LGPD em vigência, trabalho remoto, Transformação Digital… E tudo isso refletiu na forma e no tipo de conteúdo que consumimos. 

Leia Mais »